About me

Minha foto
Barbara Dias
Vitória, Espirito Santo, Brazil
Olá! Meu nome é Barbara e estou cursando o 3º período de Jornalismo. Eu gosto de escrever e por isso criei o blog.
Visualizar meu perfil completo
Feeds RSS
Feeds RSS

domingo, março 25, 2012

Criticar!



É tão fácil criticar! Achar que não é nada, que você deveria esquecer tudo aquilo. Mas não tentam se colocar no meu lugar, sentir o que eu sinto, as mágoa, as tristezas. Ninguem pensa nesse lado, por isso seja tão facil achar que deveria esquecer.

Me desculpe pelo meu jeito, pela minha maneira de pensar! Sou assim! Impulsiva, que faz as coisas sem pensar, que quando é magoada não quer mais saber de nada. Que sofre em silêncio, que é cabeça dura e que acaba rotulando todos, achando que vão agir da mesma forma. Desculpe por já ter me decepcionado tanto que agora é dificil de acreditar de novo.

Dói! Dói ver tudo isso, ver que tudo mudou, que está mudando, a ferida parece que se abre mais a cada dia. Não sei mais o que fazer! Quero me ausentar, mas dizem que isso é se mostrar fraca! Não acho! Me ausento para não sofrer mais. Demonstrar fraqueza não será o afastamento e sim a permanência. Permanecendo, não terei como esconder o que sinto.

Como sempre, me enganei. Mais uma vez! Até quando? Será que não existem pessoas leais, capazes de estarem ao teu lado sem ti machucar tanto? Passo a me perguntar se devo continuar presa a isso ou mudar a jornada. Mudar seria o ideal! Não agradaria a todos nem seria o ideal. Mas para manter a minha própria estabilidade, o que nesse momento é o mais importante.

Estou cansada de ouvir sempre as mesmas coisas, mudem o discurso. Vocês agem como se só eu estivesse errada. Sempre as mesmas coisas. Mudem! Tentem entender! Está sendo difícil! Mas não conseguem perceber porque estão muito ocupados me criticando. Parem! Percebam o que estão fazendo. Eu queria apoio. Não tive! Queria um abraço! Um ombro amigo! Um colo! Queria chorar! Queria colocar toda a minha raiva para fora. Mas vocês estão tão ocupados me julgando que não percebem isso!

domingo, março 18, 2012

Reunião de Amigos


- Sabe quando dá aquela vontade de fazer uma reuniãozinha de amigos? Seja um almoço mais elaborado, um churrasco do domingo ou até mesmo aquele jantar simples, mas bem divertido.
- É dá muita vontade.
- Vamos fazer?
- Tá, vamos! Mas quais amigos?
- Os de sempre ué?
- Aah os de sempre! Eu até chamaria, eram legais os nossos encontros, riamos, fazíamos brincadeiras sem fim, e no fim todos saiam felizes, mas... Hoje eu não sei onde eles estão.
- Viajaram? Mudaram-se?
- Não! Continuam por “perto”. Só que não perto de mim!
- Por quê?
- Porque o tempo muda as pessoas, o tempo machuca, ti fere. Em um momento estão todos bem aqui,  instantes depois parece que passou um furacão pela sua vida.
Hoje é assim! Todos distantes, fingem agir como se estivesse tudo bem quando na verdade não está nada bem. Não ti procuram mais, ou melhor, só procuram quando precisam de algum tipo de favor. Seu celular não toca, não é mais lembrada na hora de fazer a listinha de quem vai a tal festa. Não perguntam se você está bem, porque está quieta, diferente... É estranho perceber que hoje os seus amigos são outros, que suas atividades são outras e que os outros não fazem mais questão da sua presença.
Fico a pensar, a ver as fotos, a lembrar de tudo que um dia fizemos juntos, coisas que compartilhamos. A vontade de fazer aquela reuniãozinha de amigos ainda é forte, mas hoje, eu acho que os amigos presentes vão ser outros.

quinta-feira, março 15, 2012

EU QUERO SER JORNALISTA!



Agora sim posso dizer que escolhia profissão certa! Apesar de já estar no 3º período de Jornalismo e já ter dado tempo suficiente para perceber se era ou não a profissão certa e de já estar no 2º estágio, só deu mesmo pra perceber como é a profissão agora.

What? Confuso neh? Calma vou explicar, em junho do ano passado eu entrei no meu 1º estagio que também foi o primeiro emprego de verdade da minha vida, eu pude ter um contato maior, de entender cada estruturar do jornal, só que mesmo assim era muito superficial, eu fazia clipping o que é uma coisa muito chata e que desanima qualquer estudante de jornalismo que sonhava com a vida corrida e cheia de emoção. Só que por problemas da empresa em outubro do ano passado eu acabei saindo de lá sem mais nem menos, mas vamos esquecer isso ok!? No mesmo mês comecei a fazer uma experiência de estágio em outra empresa, apesar da bolsa (salário) ser melhor era basicamente as mesmas funções só que em menor escala. Era bem chato e monótono mas como a bolsa ajuda e muito não dava pra ficar em casa esperando o estágio dos sonhos cair do céu então continuei por aqui.

E para a minha surpresa e felicidade esse mês surgiu uma vaga para a redação (é uma empresa de assessoria de comunicação) e aqui estou! Apesar de no começo parecer meio assustador você acaba se animando por realmente estar colocando a mão na massa. Eu sou assistente da jornalista que é responsável pela FAES (Federação de Agricultura do Espírito Santo), apesar de não entender nada de agricultura com o passar do tempo você acaba pegando as coisas com mais facilidade e até gostando de um assunto que antes não era comum no seu cotidiano.

A experiência é simplesmente maravilhosa! Você se sente útil e mesmo quando corrigem seu texto e mudam TUDO que você escreveu é bom porque isso acaba dando uma base melhor. É claro que tem toda uma pressão, você tem que fazer milhares de pautas ao mesmo tempo, e o mais difícil pra mim é perder a vergonha e ter a "cara de pau" de ligar para a fonte e entrevista-lo.

É Agora, com todos esses prós e contras que eu tive a certeza: EU QUERO SER JORNALISTA! É a melhor profissão! É claro que tem o lado difícil com qualquer outra profissão, sem falar que o salário não é lá grandes coisas, mas quando você faz o que gosta nada disso importa. Eu poderia até ganhar menos, mas estando na redação valeria muito a pena. Além de aprender e muito é uma experiência e tanto.

Antes quando me perguntavam porque eu tinha escolhido jornalismo eu simplesmente respondia que era porque eu “gostava”, mas hoje eu posso dizer o real motivo, porque eu sou APAIXONADA POR JORNALISMO. Mesmo minha família não dando apoio no começo e ainda assim tem esperanças que eu desista, não vou desistir, é o que eu gosto, é o que eu quero fazer a vida inteira, e hoje mais do que nunca dou super força pra quem pensa em cursar jornalismo.

Bom é isso, resolvi fazer um post sobre a minha profissão por estar mesmo animada com essa nova fase que eu estou vivendo.

Beijinhos!

domingo, março 11, 2012

Compras da Semana!

Hello! E a correria mais uma vez tem me tomado o tempo todo mais estou me organizando pra conseguir postar diariamente e trazer coisas legais também. Hoje o post é sobre as compras da semana., não é nada de mais, só que achei algumas coisas legais  então tive a ideia desse post.


Sapatos novos, filmes, maquiagem...e olha que o principal eu acabei nem comprando...to precisando muito de uma bolsa nova, mas verei isso essa semana.

Na verdade, essas sapatilhas foi presente da minha mãe, e eu ameii! É dificil ela acerta meu gosto...e ela acertou! Muito fofas, super confortáveis, sem falar que ficam lindas com qualquer look neh!





Maquiagem!!! AMO! Estava precisando de um rímel e esse da O Boticário é muito bom! Ele alonga os cílios, é aprova d'água, e dura o dia todo! Ótimo para quem fica o dia inteiro na correria como eu!





No Carnaval, uma amiga minha usou essa máscara de tratamento nos nossos cabelos e eu simplesmente adorei! Deixa o cabelo super macio, brilhoso, e é ótimo pra usar depois daquele dia de praia ou piscina que o cabelo da gente fica acabado! Super recomendo!




E por fim mas não menos importante, essas pulseiras super fofas! Virou mania essas pulseiras neh? Mas elas são lindas mesmo, agora eu quero comprar umas coloridas também!



Bom, por hoje é isso, amanha é correria de novo, mas vou tentar amenizar isso! Por hoje é só! Uma ótima semana! =D

Beijinhos!

domingo, março 04, 2012

Hoje!





Hoje, uma pessoa que não tanta proximidade de mim, ao passar por mim, perguntou porque eu estava triste, porque meu olho estava cheio de água, estava cabisbaixa. Respirei fundo e respondi que não era nada demais, a pessoa por sua vez não levou muito a sério o que eu disse e insistiu para eu contar o que estava acontecendo, reforcei que não era nada sério e segui. Nobre saber que uma pessoa que não é tão próxima teve a delicadeza e a sensibilidade de percebeu que eu precisava de algo. O triste é perceber também que pessoas que eram tão próximas a algum tempo não tiveram a mesma percepção e deixaram passar sem nem perceber. Bate a raiva por não saber o que fazer, o coração apertado pode ser resultado de uma ferida que ainda está aberta e precisa de cuidados, mas só que a abriu que pode fechar, e ao que parece não fecharam. Sofro por me ver assim, meu orgulho é grande e impede de deixar essas coisas de lado. Queria ser forte o suficiente para superar isso tudo e não me preocupar com o que passou, peço forças para conseguir! A cada dia tento, não sei se conseguirei mais pretendo tentar.